• Evatania Azevedo

Acompanhamento escolar, antes que seja tarde!!

Atualizado: Abr 1

Vamos falar de acompanhamento escolar, esse é o nome dado àquele trabalho feito por psicopedagogos para crianças com pouca ou nenhuma concentração, hiperatividade, desenvolvimento escolar abaixo da média, dificuldade específica em matemática ou português e de modo geral àqueles que desejam desenvolver sua capacidade intelectual.

Ler mais e dirigidamente, desenvolver cálculos matemáticos para o vestibular, concursos ou mesmo treinando seu raciocínio lógico para o cotidiano.


O trabalho do Terapeuta Educacional foca em desbloquear algum processo de aprendizagem que fora interrompido ou mal desenvolvido ao longo da vida de seu paciente. Usa-se técnicas corporais, respiratórias e estímulos intelectuais além da observação terapêutica sobre cada caso.


É comum pensar em acompanhamento escolar para nossos filhos apenas quando surge a ameaça da reprovação.


Mas o recomendável é ficar atento às notas e as dificuldades que a criança apresenta nas lições de casa, desde o início do ano e começar o trabalho logo nos primeiros meses.


O Acompanhamento Escolar é direcionado aos alunos que não estão conseguindo acompanhar a rotina escolar e estão encontrando dificuldades nas relações e raciocínios envolvidos nas matérias de matemática e português, mas também se aplica àqueles que por algum motivo não puderam continuar os estudos e sentem necessidade em recomeçar.


E nesse caso, é necessário que o aluno aprenda que estudar e pensar, não são tarefa nata em todos. É necessário uma orientação específica, a fim de esclarecer sobre o funcionamento didático próprio para aquela situação, por isso em consultório o trabalho tem duração de uma hora semanal. O que possibilitará um resultado de melhora na concentração, na leitura, no cálculo e raciocínio lógico.


O que se pode observar para decidir se precisa de ajuda ou nao?

  • Desempenho escolar do ano anterior;

  • Observações específicas dos professores;

  • Dificuldades em interpretações e desenvolvimento escritor;

  • Dificuldades na concentração matemática;

  • Problemas de saúde que levaram a internações e afastamentos em período escolar;

  • Situações traumáticas do desempenho escolar;

  • Desmotivações, esquecimentos, ausências e outras queixas.

Os pais que estão observando uma necessidade, não devem deixar essa decisão pra depois.

É necessário que sejamos acolhedores e determinados. O direcionamento do adulto é importante nesse momento. É muito importante ouvir também a opinião da Coordenação Pedagógica da Escola, até mesmo para investigar algum outro problema de aprendizagem.


Assim, podemos unir interesses, trabalhando juntos: Pais – Professores – Psicopedagogos.


_________


18 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo