• Maiara Fidalgo

Autocuidado: quarto de hotel ou casa ?


Em geral no consultório faço uma analogia entre um quarto de hotel e uma casa e a relação com cuidado e mudanças. Quando vejo meu corpo como um quarto de hotel, que é provisório, que não me pertence, que eu estou apenas de passagem e já já irei mudar para outro lugar, é muito provável que práticas de cuidados não sejam estabelecidas muito menos duradouras. Você arruma a cama quando está em quarto de hotel? Organiza o banheiro? Coloca quadros? Em geral não, pois não temos conexão e pertencimento com o lugar e esta é a chave para o cuidado.


Apenas quando eu me aproprio do meu corpo, quando aceito que ele é meu e é a minha casa, neste momento, apenas quando volto a ocupa-lo posso estabelecer práticas mais profundas e genuínas de cuidado e mudanças. Como você cuida da casa onde você mora hoje? Você pinta a parede ? Se identifica com ela?


Agora reflita: Como você cuida do seu corpo e da sua saúde hoje? Como um quarto de hotel esperando mudanças externas ou como sua verdadeira casa? .

"Quando não aceitamos algo, gastamos tanta energia negando ou resistindo ao fato, que pouco sobre para adotarmos uma postura de mudança positiva. Somos muito mais propensos a saber o que fazer quando temos uma ideia mais clara e neutra da situação do que quando temos nossa mente e visão embaçadas por nossos julgamentos. O não julgamento e a aceitação não significam passividade, e sim uma atitude de tentar tomar consciência mais clara e menos reativa da realidade e, assim, responder de maneira mais adequada às situações. " - Trecho adaptado Kabat-Zinn



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo