• Vinicius Andrade

Minimalismo



O que é? E porque pode auxiliar na sua busca por saúde mental?


Sempre procuro orientar os pacientes que a busca por saúde mental não necessariamente está em fórmulas mirabolantes, em pílulas mágicas e sim em um processo multidisciplinar e na maioria das vezes a partir de muitas coisas que já estão ao nosso alcance.

O minimalismo foi um conceito iniciado no mundo das artes na década de 60 e posteriormente pelo design e arquitetura. O minimalismo representava o essencial, o “clean”, a luminosidade. Já nos conceitos da filosofia Zen, o minimalismo também representa a qualidade interior, a quietude, a essência e a simplicidade .

Se minimalismo é sobre aprender a viver com o essencial e se livrar do excesso, por que não aplicar isso em nossa saúde mental?


Vivemos na sociedade do ter, onde deveríamos ser, possuímos mais roupas que reis da Europa do século XV, temos acesso a infinitas coisas enviadas para nossa casa com apenas um clique. Pela primeira vez na história da humanidade evitar informações, conteúdos, refeições, relações ou convites - pode jogar a favor do nosso bem-estar mental.


Hoje já se utiliza o termo "minimalismo" para estilo de vida. E o que seria viver de forma minimalista?

Mudar de um padrão de acúmulo para de uma vida mais simples, somente o essencial. Trago abaixo alguns benefícios desse estilo de vida:

Mente mais leve

Ao priorizar somente o essencial na vida, livrando-se dos excessos, a mente fica menos sobrecarregada. Você passa a ter menos preocupações (ex: dívidas, desejos, ambições, cobranças), menos insegurança e menos insatisfações/frustrações. Com a mente mais leve, o foco e a criatividade voltam a aumentar e você passa a ser mais efetivo e produtivo.

Você passa a ter mais paciência, compaixão e empatia. O estresse, ansiedade e a tristeza também diminuem e consequentemente a saúde mental melhora.

Auto-conhecimento e melhora na qualidade da alimentação

Evitando os excessos, acalmando a mente e com mais tempo livre, você passa a se conhecer melhor. Você descobre o que realmente é essencial para a sua vida. Começa então a dar mais valor ao que realmente importa e não mais o que lhe é imposto. Se autoconhecer, entender o que te sacia, te permite reduzir excessos inclusive alimentares.

Liberdade, tempo e qualidade de vida.

A liberdade de não ter que comprar o último lançamento da moda ou o carro do ano. A liberdade de poder escolher o que realmente te é essencial. A liberdade de decidir sobre o que ser e o que viver.

As experiências passam a ter mais valor que os objetos. As viagens terão mais importância. A qualidade ao invés da quantidade. As amizades verdadeiras em troca de milhares de seguidores. As conversas serão mais atrativas que mensagens de texto. A importância de conviver em família voltará a fazer sentido.

Com menos preocupações, trabalho, necessidades e consumo, o seu tempo livre para outras atividades aumenta. Você terá mais tempo para lazer, descanso, atividades físicas, hobbies e para novos aprendizados. A sensação de liberdade aumenta e a qualidade de vida e bem estar melhoram.

A soma de todos estes fatores contribuem para a melhora da qualidade de vida. A principio pode parecer difícil, porém não é impossível. O importante é iniciar a mudança de pensamento e introduzi-lo pouco a pouco no dia a dia.



Fontes:

https://www.wales247.co.uk/why-minimalism-is-better-for-your-mental-health

Joshua Fields Millburn, Ryan Nicodemus. Minimalism: Live a Meaningful Life

Cal Newport. Digital Minimalism: Choosing a Focused Life in a Noisy World

Katelyn Gorby, Tyler Junior College. Health Benefits of Minimalism. Stephen F. Austin State University, Nacogdoches, Texas. 18/02/2017.

Sugestões de filmes sobre Minimalismo:

Minimalism: A documentary about the important things : https://www.netflix.com/title/80114460?s=i&trkid=13747225&t=wha

Minimalismo já: https://www.netflix.com/title/81074662?s=i&trkid=13747225&t=wha


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo